Repórteres Sem Fronteiras hospedam WikiLeaks


Repórteres Sem FronteirasA organização internacional Repórteres Sem Fronteiras, defensora da liberdade de imprensa no mundo, aloja a partir do dia 21 de dezembro do ano passado, um “site-espelho” do WikiLeaks “perante a censura e a perseguição” a que este portal tem sido submetido.

A iniciativa foi anunciada num comunicado emitido pela organização, onde esta refere que o “site-espelho” (www.wikileaks.rsf.org) se destina a disponibilizar os telegramas diplomáticos norte-americanos revelados pelo WikiLeaks, e que têm causado embaraço internacional.

O “apoio simbólico” da organização surge numa altura em que vários serviços de hospedagem de sites se têm recusado a albergar o WikiLeaks que, em finais de Novembro, começou a divulgar 250 mil telegramas confidenciais da diplomacia norte-americana.

“Damos simbolicamente o nosso apoio ao direito do [portal] WikiLeaks de publicar informação e não ser impedido neste trabalho”, salientam os Repórteres Sem Fronteiras. Esta iniciativa é “uma resposta à censura que se quer impor ao WikiLeaks”, e que se tem traduzido em vários “ataques” contra o portal de Julian Assange, acrescentou um porta-voz do RSF.

A associação justifica a criação do “site espelho” com a necessidade de “defender a livre circulação de informação na Internet e a proteção das fontes”. A organização reconhece que a WikiLeaks obteve os documentos através de “procedimentos fora da legalidade”, mas indica que o Tribunal Europeu de Direitos Humanos rejeitou o conceito de “encobrimento” quando a informação é de interesse geral.

No entender da organização internacional defensora da liberdade de imprensa, os documentos do WikiLeaks são de interesse geral, o que justifica a sua divulgação.

Nota

Finalmente aparece uma organização honesta, para defender o WikiLeaks! É lamentável que a grande imprensa, falada e escrita, na sua maioria, esteja submissa aos interesses da USA. Defender a WikiLeaks, é uma obrigação de todos os cidadãos livres deste planeta. Somente os desonestos, são contra a divulgação de notícias, que revelam os podres dos bastidores diplomáticos norte americanos.

Parabéns aos Repórteres Sem Fronteiras, por esta iniciativa, precursora da continuidade da liberdade de imprensa.

 

Chupado da rede!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: