Busca do tempo perdido em Blade Runner


Lembrei-me agora de uma cena do filme Blade Runner, em que um replicante, um dos humanoides criados pelos cientistas para atividades diversas em várias colônias planetárias, faz um discurso em tom de lamento, a perda de todo conhecimento adquirido em sua existência, que fora limitada por aqueles que o criaram.

É uma cena que se tornou ícone do cinema e, talvez, em termos filosóficos podemos ainda nos remeter aos gregos que buscavam saber: a origem, o sentido e o fim da vida. Em resumo: de onde viemos e para onde vamos.

Para conhecer um pouco mais sobre esse clássico do cinema em uma interpretação filosófica, leia o artigo Apontamentos sobre Blade Runner, no blog Ilhota Rock Festival.

Chupado do site Recanto das Palavras.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: