O Heavy Metal no divã


O Heavy Metal

Só fica mal informado sobre Heavy Metal quem quiser.

O Heavy Metal nunca foi devidamente entendido e compreendido pela massa e, muito menos, pela chamada grande mídia. Preconceito, confusão e generalização são uma constante quando gente que não é familiarizada com o gênero resolve falar sobre ele. Esta, pelo menos, sempre foi uma reclamação dos ‘headbangers’ – ou, como são popularmente e erroneamente conhecidos, “metaleiros”.

Iron MadenAntes tarde do que nunca, porém, cada vez mais cineastas, escritores e profissionais interessados em geral estão produzindo material sério e de alta qualidade abordando a história, os caminhos e os impactos do Heavy Metal mundo afora. Afinal, não se pode negar a força, a influência e o poder de perpetuação do gênero, que boa parte dos fãs classifica não apenas como música, mas como estilo de vida e até religião.

Destes, um dos que mais vem se destacando é o antropólogo e cineasta canadense Sam Dunn, sempre ao lado de seu fiel escudeiro Scot McFadyen. A dupla estreou em 2005 com “Metal: A Headbanger’s Journey”, documentário focado nas origens, subdivisões e temas abordados nas letras deste estilo musical. O filme chegou a passar em mostras de cinema e salas do circuito alternativo em São Paulo.

Três anos depois, Dunn e McFadyen filmaram “Global Metal”. Desta vez, eles percorreram terras “excêntricas” como o Brasil, Índia, Israel, China, Japão, Emirados Árabes e Indonésia para ver de perto como que o Heavy Metal impacta os jovens locais e como a música pesada influência e pode até mudar suas vidas. Além disso, eles também mostram como cada um desses povos transforma o Metal introduzindo elementos de suas próprias culturas no gênero.

AnvilO mais interessante é que a dupla é fã de Metal e sabe muito bem do que está falando. Mesmo assim, eles conseguem manter uma “distância jornalística”, sem tentar criar uma imagem nem fantasiar sobre o assunto. Mesmo quando eles entrevistam ídolos como Tom Araya, Max Cavalera, Bruce Dickinson e Lars Ulrich, conseguem declarações e análises mais aprofundadas e sóbrias sobre o significado, a evolução e a importância do Metal.

Dunn e McFadyen ainda seguiram o Iron Maiden durante a primeira parte da “Somewhere Back In Time World Tour”, em 2008, que resultou no documentário “Flight 666”. Recentemente, eles lançaram outro filme, desta vez sobre seus conterrâneos do Rush, “Beyond the Light Stage”. Curiosamente, não foram eles que fizeram o excelente “Anvil! The Story of Anvil”, de 2008, que retrata a dura realidade dos também conterrâneos Steve Lips Kudlow e Robb Reiner. Este foi filmado com muita sensibilidade por Sacha Gervasi.

RushPara quem não se intimida com um livro um pouco mais grosso, vale a pena conferir “Heavy Metal – A História Completa”. A obra tem 480 páginas e foi escrita pelo jornalista Ian Christe, que colabora em revistas como Kerrang!, Wired e Spin. Como o título sugere, o livro conta os principais fatos e lançamentos dentro do Metal década após década, explicando as derivações do estilo, as brigas entre eles, e até as polêmicas como os assassinatos e depredações de igrejas das bandas norueguesas de Black Metal no início da década de 1990. Tudo com fotos e algumas divertidas listas de melhores e piores.

A versão em português de “Heavy Metal – A História Completa” chegou recentemente às livrarias pela editora Arx. Já os documentários “Global Metal” e “Flight 666”, por enquanto, são levados ao ar de tempos em tempos no canal a cabo Multishow HD. Como se vê, só fica mal informado sobre Heavy Metal quem quiser.

Fonte: Rafael Sartori, da redação TDM.

Uma resposta to “O Heavy Metal no divã”

  1. conrado ledesma Says:

    LAMENTO MUITO A MORTE DO AMIGO JAJI. ATRAVÉS DELE PODEMOS MONTAR A BANDA STEEL BLAZON E FAZER ALGUNS SHOWS, CONHECI MUITAS BANDAS, ENTRE ELAS O HARPPIA PARA ONDE FUI APÓS SAIR DO STEEL BLAZON, MUITAS INFLUÊNCIAS E COM CERTEZA MUITOS APRENDIZADOS E REFERÊNCIAS BOAS O JAJI DEIXOU PARA AQUELES QUE COM ELE ESTIVERAM.
    REST IN PEACE…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: