Cuba Libre, revolução e puberdade


Cuba LibreCuba Libre

Falarmos da questão cubana, de sues prós e contras é debate para horas e horas, e ao final podemos não chegar a conclusão nenhuma, há os que simpatizam e há os que criticam veementemente a empreitada de Castro e Companhia.

Mas vemos isto por ângulo diferente, como sugere o filme em questão, é de fato interessante, além da análise de 1958, ano que antecede a Revolução Cubana, vemos uma cidade pouco conhecida chamada Hoguin, hoje província de Cuba, onde os moradores de um bairro vivem em confraternização, e somos convidados a analisar a história pela visão de um pequeno garoto e sua paixão por cinema.

A cidade fica sem energia pela ação dos guerrilheiros rebeldes contra uma estação de energia, a cidade fica sem luz durante muito tempo, o bairro é controlado por policiais sobre a tutela do então presidente Fulgêncio Batista, que controlam qualquer ação anti-governista e corrigem qualquer membro aspirante a guerrilheiro. Vemos então o dia a dia do jovem garoto, que entre brincadeiras, paixão por filmes, e amizades intensas com os outros moradores, presencia várias etapas de um país preste a sofrer mudanças radicais.

Seu avô Che, interpretado por Harvey Keitel e um dos produtores do filme, é visto como o patrono do bairro, dono de um cassino e aquele que controla digamos a família e o bairro, e tem presença marcante na vida do jovem. Nisto ele presencia o desejo pelas garotas, um amigo que cria um tipo de cinema portátil em seu carro, a amizade com uma jovem americana e um jovem que vira rebelde em seu próprio bairro, interpretado por Gael Garcia Bernal, ator mexicano que vem em grande expansão ultimamente em grandes filmes.

O filme tenta intensificar as mudanças na vida do garoto, através de seus sentimentos, o desejo, o amor, a perda, a culpa, a amizade, e possui a Revolução como pano de fundo. Narrado como se presenciássemos o passado de alguém, e possui características próprias como cortes rápidos e cenas muito bem feitas em câmera lenta, dando vigor ao sentimentalismo do filme, a cena final é muito bela, e proporciona essa paixão por uma boa história contada de maneira cinematográfica.

A paixão da vida do garoto vem em contrapartida junto aos filmes a qual assiste, e é quando chega à revolução que ele presencia a mudança radical que sua vida toma. É um belo filme e merece ser assistido. Dirigido por Juan Gerard, e muito comovente e interessante, o longa não discute sobre as ideologias guerrilheiras da Revolução e não entra especificamente no debate do certo ou errado, apenas mostra ações de pessoas comuns em meio a situação em que vivem, e vemos por si só as atribulações da Revolução de Castro e Companhia nas cenas de pequenas ações dos personagens.

Um grande mérito do desconhecido diretor, e uma boa colaboração de Harvey Keitel, ator que sempre está inserido em tipos de filmes diferenciados, e sempre entra às vezes como financiador destes projetos, um exemplo é a guinada que deu na produção do primeiro filme de Quentin Tarantino “Cães de Aluguel” na época, produzindo-o e atuando, e neste segue o mesmo exemplo, assim como em outros filmes.

Gael Garcia, quando fez este filme ainda não era tão reconhecido, após este filme trabalhou em “O crime do Padre Amaro”, “Diários de Motocicleta”, no filme “Fidel”, em ambos interpretou Ernesto Guevara, no primeiro ganhou muito elogios, interpretando o jovem revolucionário e dirigido pelo brasileiro Walter Salles, e hoje já é um ator considerado e respeitado.

Ao discutirmos a revolução em Cuba, podemos não chegar a conclusões específicas, mas ao discutirmos a procedência deste filme, podemos intensificar que é sempre válido analisarmos nossas vidas em relação a histórias de pessoas que viveram em tempos atribulados e marcantes da história.

Escrito por Thiago Luis de Souza. Naga é membro Clube do Rock, sendo diretor financeiro, um dos organizadores do Ilhota Rock Festival e autor de vários artigos publicados no blog Ilhota Rock sua coluna pode ser acessada pelo link https://ilhotarockfestival.wordpress.com/category/coluna-do-naga/.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: