Stammtisch de açoriano


Rua de amigos

Por Favor! Não confundam confraternização com competição, e nem a promovam, por favor!

Na cultura alemã, reunir as pessoas para confraternizarem entre si em meio as ruas da cidade, exercendo as regras do bem viver, e promovendo a amizade e o espírito festeiro, com comida típica, bebidas e companheirismo, sendo isto chamado de Stammtish.

Em Gaspar, cidade do Vale do Itajaí, vizinha de Blumenau e Ilhota, próxima a Itajaí, compreende de grande parte de tradição da colonização italiana e alemã, assim como suas vizinhas, fazendo o domínio da cultura Européia no Vale, por direito, vale comemorar suas festas tradicionais, sendo uma destas o Stammtish. Mas vejamos as comparações, feito em um lugar retirado do centro da cidade, como em uma festa religiosa de cidade pequena (igual aquelas que vemos em filmes americanos) onde quase a cidade inteira está lá, com barracas feitas com intuito de competirem entre si.

Prêmios! Melhor barraca! Maior número de participantes! Barraca mais alegre! Como se pode medir tais coisas se roubamos uma tradição totalmente alemã e transformamos em uma imensa gincana regional!

Isto tudo sem falarmos nas péssimas locações escolhidas para realização, parecia que estávamos na busca do ouro em Serra Pelada no Pará, com tanta lama, sendo normal vermos as pessoas se sujarem, sujarem as outras e também normalíssimo termos barracas de mal afortunados que ficaram quase com os pés submersos em meio à lama.

Sem apoio da prefeitura, de pessoas influentes, foi feito uma imensa “festa de Igreja” como é comum em nosso município, onde o dinheiro da inscrição é revertido para premiar e promover a competição para matarmos de vez a idéia do evento que seria a confraternização e a amizade entre o povo e a cultura do município. Tomara que sempre tenhamos este tipo de evento, não é ruim, mas tomara que não chova, para não ter lama, tomara que não tenha briga, como teve, e tomara que mudem o nome, para não envergonharmos nossa própria consciência cultural.

Ouvimos falar que teremos outros eventos com a mesma ideologia, um aqui em Gaspar novamente e um em Ilhota, e espero mesmo que contemplem a real proposta que o evento promove, não é quem tem maior público, a melhor aparência, o que faz mais bagunça, e nem quem tem a melhor carne ou comida, ou aquela que tem o maior número de bêbados! Não é isso, e sim mostrarmos a simples confraternização, nada mais, nada menos, é tão fácil pensar na simplicidade da idéia, e também mais divertido, e se for ao contrário disto, então sinto pensar desta forma, mas estaremos promovendo uma grande gincana, com premiação e grupos competindo, o que tira completamente a idéia de humanidade e amizade do Stammtish!

Tudo serve para aprendizado, então tomara que os devidos erros do passado sejam aproveitados para a melhoria no futuro!

Escrito por Thiago Luis de Souza, o Naga, é membro Clube do Rock, sendo diretor financeiro e um dos organizadores do Ilhota Rock Festival e seu artigo foi publicado na edição 693 de 09/06/2010 no Jornal Metas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: